Terça-feira, 19 de Agosto de 2008

O troar dos canhões voltou a fazer-se ouvir no Picoto

Perto de duas mil pessoas deslocaram-se na manhã do passado Sábado, dia 16 de Agosto, à localidade da Columbeira, para assistirem aquele que foi um dos pontos altos das Comemorações do Bicentenário da Batalha da Roliça: a sua recriação histórica.

 

Cerca de duzentos figurantes, oriundos, para além de Portugal, de França, Espanha, Inglaterra e Holanda, recriaram, numa organização da Câmara Municipal do Bombarral em conjunto com a Associação Napoleónica Portuguesa, a batalha travada entre os exércitos anglo-luso e francês naquele dia 17 de Agosto de 1808.

 

O troar dos canhões voltou a fazer-se ecoar, dois séculos depois, por terras da freguesia da Roliça, num momento que deixou maravilhados todos aqueles que se deslocaram ao campo da batalha, conforme provou o forte aplauso com que brindaram os figurantes no final do “combate”.     

 

 

A recriação histórica foi levada a cabo a partir do sopé da Serra do Picoto, junto à Capela de Santana, local que também em 1808 foi palco de confrontos entre os exércitos comandados pelo Tenente-general Arthur Wellesley (Aliados) e pelo General Henri Delaborde (França).

 

A “vitória” foi de seguida comemorada com um almoço convívio, organizado pela Comissão de Melhoramentos da Columbeira e pelo Clube Recreativo e Desportivo Columbeirense, num convívio bastante apreciado por todos os figurantes, autarcas locais, membros da organização e convidados. 

 

Para além daqueles, o almoço contou com a presença de alguns descendentes do General Henri Delaborde, tendo os 200 anos da Batalha da Roliça servido de mote para este reencontro familiar. No Bombarral estiveram apenas os descendentes radicados na Argentina e Inglaterra, embora o general francês tenha também deixado familiares na França e Suiça. 

 

A presença dos familiares de Henri Delaborde foi surpreendente para a organização, mas também para eles próprios, uma vez que não estavam à espera de encontrar o ambiente festivo, no qual acabaram por ser envolvidos. Na hora da despedida, fizeram questão de demonstrar a sua gratidão pela forma como foram recebidos.

 

Também presentes na recriação e no almoço estiveram ainda alguns dirigentes da associação “Les Amis du Patrimoine Napoleonien” (Os Amigos do Património Napoleónico), que se deslocaram propositadamente a Portugal para assistir às comemorações.

 

Outro dos momentos marcantes do dia, o qual alguns elementos da organização tiveram oportunidade de presenciar, foi a homenagem espontânea, por parte dos figurantes, ao Tenente-coronel Lake junto do túmulo erigido em sua memória. Tratou-se de um momento repleto de emoção, vivido debaixo de chuva intensa.

 

 

 

Paulo Coelho

 

publicado por BatalhaRolica às 09:53
link do post | comentar | favorito

.O Grupo de Trabalho

.SlideShow

.Videos

.Tempo

Weather Forecast | Weather Maps

.Local da Batalha


Ver mapa maior

.Artigos Recentes

. Soldados que perderam a v...

. O troar dos canhões volto...

. Cardeal Patriarca esteve ...

. Reflexos das invasões fra...

. Um eco do passado...

. Ten. Coronel George Lake

. Programa de Actividades d...

. Raid das Invasões Frances...

. Passeio de Cicloturismo

. 18º Passeio de Cicloturis...

.Links

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Arquivo

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.Pesquisar neste blog

 

.Fale connosco

e-mail

.É o visitante nº


.Subscrever feeds

..